A volta do auxílio emergencial é o desejo de alguns políticos

A volta do auxílio emergencial é o desejo de alguns políticos, como é o caso do deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), que em coletiva de anúncio da candidatura à presidência da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (6), defendeu que seja retomado o pagamento do auxílio emergencial e o aumento do Bolsa Família. O deputado também aproveitou a ocasião para cobrar a vacina universal e gratuita contra a Covid-19.

Foto do(a) deputado(a) Baleia Rossi

“Precisamos buscar uma solução. Ou aumentando o Bolsa Família ou buscando novamente o Auxílio Emergencial para os mais vulneráveis”.

“Se for olhar para frente, precisamos de projetos para o nosso país. Para a economia se desenvolver novamente, os nossos objetivos são comuns são geração de emprego e renda, diminuir desigualdade, diminuir desemprego, fazer com o que vulneráveis tenho uma oportunidade de vida melhor no nosso país. Por isso, é importante voltarmos a olhar nossa pauta com responsabilidade fiscal”, disse Rossi.

Ele também acrescentou que a pandemia não acabou e que é necessário debater a volta do auxílio emergencial.

“Voltar a debater o auxílio emergencial. A pandemia não acabou. O ano passado parecia que iríamos virar o ano e a pandemia ia acabar, mas não é o que temos hoje. Milhões de brasileiros vão deixar de ter o básico na mesa. Entendo que temos que buscar uma solução seja aumentando o bolsa família ou trazendo o auxílio emergencial novamente”.

O político encontrou apoio nos partidos PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede, com 281 deputados. Baleia Rossi está concorrendo a presidência da Câmara dos Deputados. Ele também está empenhado em defender a elaboração da Reforma Tributária, que permanece estagnada no Congresso Nacional, e ressaltou a importância da independência da Câmara.

Pedido de prorrogação do auxílio emergencial

Existe no Senado Federal um projeto de lei que pede a prorrogação do auxílio emergencial, é o PL 5495/20 de autoria dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania/SE) e Esperidião Amin (PP/SC) que pretende voltar com o estado de calamidade pública e os pagamentos do auxílio emergencial até o dia 31 de março de 2021.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil

.fb-background-color {
background: !important;
}
.fb_iframe_widget_fluid_desktop iframe {
width: 600px !important;
}

O post A volta do auxílio emergencial é o desejo de alguns políticos apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


A volta do auxílio emergencial é o desejo de alguns políticos