Média do auxílio emergencial é divulgada

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

No mês de outubro, o auxílio emergencial chegou a um número reduzido de domicílios, mais precisamente, a 29 milhões contra 29,9 milhões em setembro, segundo dados apurados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19) mensal, divulgados através do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Durante o mês de setembro, o valor médio havia sido de R$ 902,00, montante que diminuiu para R$ 688,00 em outubro, ressaltando que a proporção de domicílios contemplados com algum dos benefícios relativos à pandemia, caiu de 43,6% em setembro para 42,2% em outubro. 

Vale lembrar que do mês de agosto em dia, o auxílio emergencial foi reduzido de R$ 600,00 para R$ 300,00, nitidamente, quantia que já estava sendo paga no mês de setembro. 

Na oportunidade, a pesquisa também incluiu além do auxílio emergencial, a complementação do Governo Federal por meio do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, o que explica a incidência do recebimento de benefícios em domicílios com renda mais alta. 

Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Prorrogação do auxílio emergencial

Ainda que muitos já saibam, é importante ressaltar que as quatro parcelas extras no valor de R$ 300,00 são provenientes da prorrogação do auxílio emergencial. 

No entanto, o último pagamento acontece neste mês de dezembro, além do que, estão sendo contemplados com o novo valor, apenas aqueles beneficiários que tiveram o cadastro aprovado no início do programa, diante do valor de R$ 600,00.

Vale ressaltar, que um outro fator que indica quantas parcelas foram recebidas pelo trabalhador depende se ele está ou não integrado ao Bolsa Família e quando começou a receber o valor inicial. 

Sendo assim, novas inscrições não são mais aceitas, portanto, destaca-se que apenas quem teve a aprovação das parcelas de R$ 600,00 puderam receber as demais referentes à prorrogação. 

Observe como as parcelas foram organizadas:

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas;
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas;
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas;
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600,00 em agosto: vai receber 4 parcelas de R$ 300,00 nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600,00 em setembro: vai receber 3 parcelas de R$ 300,00 nos meses de outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600,00 em outubro: vai receber 2 parcelas de R$ 300 nos meses de novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$600,00 em novembro: vai receber apenas 1 parcela de R $300,00 em dezembro.

Por Laura Alvarenga 

.fb-background-color {
background: !important;
}
.fb_iframe_widget_fluid_desktop iframe {
width: 600px !important;
}

O post Média do auxílio emergencial é divulgada apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


Média do auxílio emergencial é divulgada