Planejamento tributário alivia danos causados na pandemia

Designed by @pressfoto / freepik

A pandemia causada pelo coronavírus obrigou o governo a tomar medidas emergenciais como a postergação de prazo ou a redução de diversos impostos a fim de aliviar o impacto da crise no caixa de empresas.

O momento é de reorganização interna e definição de prioridades para evitar problemas com a Receita Federal e buscar possíveis benefícios fiscais e tributários, já que o atual sistema brasileiro é demasiadamente caro e burocrático.

Sendo assim, é necessário que os empresários tenham especial atenção na hora de decidir qual regime tributário deve prevalecer para o próximo ano.

Neste período, os Escritórios de Contabilidade recebem com maior frequência executivos para orientação quanto ao Regime de Tributação de sua empresa para o ano de 2021.

É, portanto, nesse momento que deve ser apresentado o planejamento tributário por meio de análises e simulações com o objetivo de se escolher o regime tributário empresarial mais adequado às necessidades e demandas.

Esse planejamento pode ser uma boa oportunidade para as empresas ganharem fôlego e aumentarem a sua competitividade no mercado, aplicando em seus custos a carga tributária mais vantajosa.

Os planejamentos são feitos, sempre com base nos preceitos da elisão fiscal, que é o ato de possibilitar uma menor carga tributária com atos lícitos baseados na legislação.

A maioria das pequenas empresas escolhem o Simples Nacional, mas nem sempre é a melhor opção.

Para ter certeza, é preciso analisar todos os regimes e fazer simulações, porque dependendo da lucratividade, a opção pelo Lucro Presumido ou mesmo o Lucro Real poderão ser mais vantajosos.

Sabe porquê? Por que muitas empresas prestadoras de serviços são mais beneficiadas pelo Lucro Presumido do que pelo Simples Nacional, por isso é importante fazer as análises comparativas.

Já as empresas que adotam o Lucro Real podem usufruir de benefícios fiscais a nível Federal e Estadual.

Já as optantes pelo Lucro Presumido podem usufruir do benefício fiscal estadual.

No caso das empresas optantes do simples nacional, já há o benefício de uma carga tributária menor.

A escolha do Regime Tributário é feita no mês de janeiro de cada ano, sendo de caráter irretratável, ou seja, uma vez feita, somente no ano seguinte poderá ser alterada.

ISS / Designed by @mindandi / Freepik
Designed by @mindandi / Freepik

A tributação Brasileira é uma das mais caras e complexos do mundo. 

Por isso, o ideal é buscar a ajuda de profissionais capacitados, que lhe auxiliarão na adoção de práticas que levem a uma maior performance contábil e fiscal da empresa.

Conheça cada regime tributário existente no Brasil:

Simples Nacional:

Tem a maior parcela de empresas brasileiras enquadradas.

São empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano.

É o regime, em tese, menos complexo, com alíquotas definidas, progressivas e mais fáceis de serem aplicadas.

Lucro Presumido:

Como o nome diz, é PRESUMIDO, logo, se a empresa tem prejuízo, por exemplo, pagará IRPJ e CSLL como se tivesse lucro! O limite de faturamento permitido para esse regime é de até R$ 78 milhões anuais.

Lucro Real:

É o regime tributário mais justo, pois a empresa pagará IR e CSLL somente quando o resultado for positivo, ou seja, sobre os lucros efetivos.

No entanto, exige mais controle da empresa, regras mais severas de governança e requer alto nível de gestão.

Por: Elvira de Carvalho, consultora tributária, especialista em IR da King Contabilidade.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

.fb-background-color {
background: !important;
}
.fb_iframe_widget_fluid_desktop iframe {
width: 600px !important;
}

O post Planejamento tributário alivia danos causados na pandemia apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


Planejamento tributário alivia danos causados na pandemia