Reforma trabalhista e contabilidade: O que muda na profissão?

Designed by @pressfoto / freepik

A reforma trabalhista trouxe várias mudanças para os trabalhadores da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

No caso dos contadores, a realidade é o impacto foi grande e trouxe modificações que merecem ser estudadas.

O contator deve instruir o empreendedor a cumprir adequadamente as obrigações que a CLT define.

Ao mesmo tempo, é fundamental que as determinações sejam seguidas e possa evitar multas, pois oneram muito a operação.

A proposta desse texto é fazer um link da reforma trabalhista com a contabilidade e demonstrar qual é a ligação.

Dessa forma, é chegada a hora e o momento de conferir cinco mudanças que aconteceram.

Reforma Trabalhista e Contabilidade: O que mudou na profissão?

A primeira questão é a flexibilização da jornada de trabalho e que pode ser flexibilizada entre empregador/empregado.

Sendo assim, o limite máximo é de 10 horas diárias e dá para compensá-las ao final do mês.

A jornada de 12 horas é possível, porém é primordial que o descanso seja de 36 horas ininterruptas.

Cinco mudanças também estão presentes e veja abaixo o que a reforma trabalhista mudou para o contador.

1- Modificações no regime de trabalho remoto (Home office)

Esse tipo de modalidade deve ser expresso no contrato de trabalho e é preciso que esteja detalhado no documento.

Em seguida, torna-se necessário citar o responsável pelos custos inerentes à função em home office. 

Vale lembrar que o trabalho pode ser por tarefa, ou seja, elimina a necessidade de pagar horas extras.

Lembre-se: não considerar as horas extras é importante para evitar o pagamento de valores adicionais por falta de atenção nisso. 

2- Mão-de-obra pode ser terceirizada com a reforma trabalhista

Certamente que essa é uma das mudanças mais controversas e permite terceirizar qualquer setor da empresa.

Assim, o trabalhador formal não pode ser demitido e contratado como terceirizado por prazer menor do que 18 meses.

A atividade-fim também pode ser terceirizada e incluí, também, a contábil e traz alguns benefícios para o empregador.

Por exemplo: maior qualidade de trabalho, profissionais com maior expertise e mais segurança para o trabalho. 

Designed by @wichayada / Freepik
Designed by @wichayada / Freepik

3- Compensar as horas do banco

A realidade mudou e a reforma trabalhista fez com que a compensação no banco de horas acontecesse no prazo máximo de seis meses.

Ou seja, o empregador deve pagar como hora extra, caso não tenha compensado. 

4- Alterações no tempo de descanso é possível com a reforma trabalhista

Os empregadores podem negociar com os empregados, quais são os intervalos para descanso, porém é preciso respeitar os trinta minutos.

Portanto, é possível que os líderes alterem os dias de feriados, segundo o acordo entre as partes.

5- Mudança nas condições de trabalho para as gestantes 

Se os médicos liberarem o trabalhado, as gestantes podem trabalhar sob condições insalubres e é preciso ser de grau mínimo.

Do mesmo modo, se gerar algum risco à saúde da colaboradora e do bebê, é preciso apresentar um laudo.

Quando o local de trabalho traz muita insalubridade, o empregador deve transferi-la para outro departamento salubre.

Caso não aconteça, a empregada deve ser afastada e esse fato não muda os 120 dias de licença maternidade. 

Se você quiser saber mais informações sobre a reforma trabalhista e contabilidade, clique aqui e confira. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

.fb-background-color {
background: !important;
}
.fb_iframe_widget_fluid_desktop iframe {
width: 600px !important;
}

O post Reforma trabalhista e contabilidade: O que muda na profissão? apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


Reforma trabalhista e contabilidade: O que muda na profissão?