Saiba como atualizar os dados cadastrais do INSS

É essencial que todo segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) verifique se os dados cadastrais estão corretos, o que pode ser feito pelo site ou aplicativo ‘Meu INSS’.

Mas afinal, você segurado, sabe como ou o que é necessário para atualizar os dados no cadastro do INSS?

Embora pareça uma tarefa simples, é extremamente importante manter todos os dados atualizados, tendo em vista que eles são a garantia de acesso a todas as ferramentas que a autarquia disponibiliza no portal.

Além do que, se estes dados estiverem desatualizados, será preciso gastar um tempo precioso fazendo todo o registro novamente. 

Importância de verificar os dados do INSS

Devido à pandemia da Covid-19, várias pessoas têm procurado por auxílios e aposentadorias, porém, muitos não sabem que a divergência mediante os períodos de contribuição, renda ou identificação são fatores que dificultam a aprovação do mesmo. 

Um exemplo é quando o segurado deixa de informar algum período de contribuição, e quando decide solicitar algum benefício, neste momento, pode ser que o INSS não considere esse tempo nem o valor ao realizar o cálculo da renda, o que pode resultar em um benefício menor do que realmente deveria ser. 

Outro aspecto que também requer bastante cuidado quanto aos dados é se eles são compatíveis tanto com a Receita Federal como no INSS, isso porque, essas instituições costumam trocar informações entre si, e em caso de qualquer divergência, haverá sérios problemas com a Receita. 

Além do mais, estar com o cadastro atualizado assegura que as informações fiquem salvas, desta forma, se nos anos seguintes for preciso atualizá-los, não será necessário revirar a casa em busca de folha e papel.

Observe cinco dicas que facilitam a atualização dos dados no cadastro do INSS:

  • Mantenha suas carteiras de trabalho bem guardadas, e sempre que houver troca de função peça para o RH do seu trabalho ajuste essa informação no seu documento;
  • Guarde comprovantes, holerites ou qualquer outro documento que contenha informações sobre sua função, renda e condições do ambiente do trabalho;
  • Confira as informações que estão nos seus documentos guardados;
  • Atualize seus documentos de identificação, a Carteira de Identidade, por exemplo, tem validade de 10 anos de uma atualização para a outra. Também confira se os números de CPF, NIS ou PASEP estão ok e conferem no cadastro;
  • Reserve um local longe da umidade e guarde todos os seus documentos trabalhistas, isso irá evitar o desgaste dos papéis e será mais fácil de achar quando necessário.

CNIS errado 

O extrato do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), é essencial para conquistar um benefício da maneira correta e adequada, pois ele contém todas as informações correspondentes aos vínculos trabalhistas e previdenciários desde que as contribuições tiveram início.

Vale mencionar que a atualização do CNIS pode ser feita pelo próprio site do ‘Meu INSS’.

Neste sentido, o primeiro passo a ser dado é estar em posse dos documentos pessoais e verificar todos os dados apresentados nele, bem como, se os períodos de contribuições e vínculos trabalhistas em análise estão corretos. 

É essencial que o estrato esteja correto, pois é nele que o INSS se baseia para realizar a análise e o cálculo da concessão do benefício, portanto, se as informações prestadas ao CNIS estiverem erradas, é possível que o recurso concedido futuramente também esteja. 

Por isso, é importante se manter atento aos seguintes fatores:

  • Contribuições aparecem no documento;
  • Vínculos trabalhistas estão nele;
  • Peça ajuda de um advogado previdenciário caso esteja com dúvidas ou sem informações sobre o seu caso;

Passo a passo da atualização de dados pelo ‘Meu INSS’

Quando existe alguma inconsistência no cadastro do INSS, o segurado acaba ficando de mãos atadas, pois fica impossibilitado de requerer os serviços mais básicos disponíveis no portal. 

1º passo: ter os documentos atualizados em mãos, pois isso garante que o segurado não tenha problemas quando decidir encaminhar o requerimento. 

Lembrando que, quando qualquer solicitação é enviada, existem alguns prazos a serem cumpridos, sendo assim, o mais recomendado é já estar com os documentos em mãos para evitar dor de cabeça e tempo procurando por cada um depois. 

A lista básica de documentos solicitados pelo INSS é a seguinte:

  • Documentos pessoais do interessado com foto;
  • Outros documentos cujas informações o cidadão pretenda atualizar no cadastro do INSS, como por exemplo, título eleitoral, certidões de nascimento ou casamento, comprovante de residência, etc.
  • Extrato previdenciário (Cadastro Nacional de Informações Sociais – CNIS);
  • Extrato de pagamento de benefícios;
  • Extrato de empréstimo consignado;
  • Extrato para imposto de renda;

Contudo, há um documento extra que deve ser entregue, a Procuração ou Termo de Representação Legal, documento de identificação com foto e CPF do procurador ou representante, se houver, porém, apenas se for solicitado, sendo assim, é preciso esperar o pedido do INSS. 

Depois de organizar os documentos, basta acessar o portal ‘Meu INSS’, fazer o login e escolher a alternativa “Agendamentos/Solicitações”, conforme a imagem a seguir: 

Portanto, clique no campo “Novo requerimento” no campo inferior direito. 

Na próxima tela, pesquise por “Dados” e selecione uma das opções conforme a imagem a seguir: 

2º passo: solicite a correção dos dados.

Caso o segurado tenha a intenção de apenas atualizar os dados cadastrais, basta clicar na primeira opção “atualização dos dados cadastrais”.

Nessa ferramenta é possível solicitar ao INSS a correção dos dados cadastrais e de contrato, bem como, a atualização da atividade nos casos de empregado doméstico, contribuinte individual, facultativo ou segurado especial.

Na sequência, o segurado será redirecionado para uma página que requer o fornecimento de alguns dados como endereço e telefone celular, por fim, basta clicar em “avançar” para concluir. 

3º passo: em seguida irá aparecer a pergunta: “Você aceita acompanhar o andamento do processo pelo Meu INSS, Central 135 ou e-mail?”.

Neste momento o segurado deve clicar em “sim” para acompanhar o andamento do pedido. 

Porém, outras opções também serão apresentadas, requerendo que o segurado selecione aquela que estiver de acordo com as necessidades dele, conforme a imagem a seguir: 

4º passo: preste atenção e anexe os documentos 

É nesta fase que deve ser feito o anexo de todos os documentos atualizados, ressaltando que estes devem estar legíveis, com uma fotografia ou cópia nítidas. 

É importante se atentar para não cortar nenhuma informação ou deixar algum dado desfocado ou de fora, pois em casos assim, o INSS não irá aceitar os documentos, os quais devem estar em um dos seguintes formatos: pdf, png, bmp, jpg, jpeg, tif ou tiff, com no máximo, 5 MB,

5º passo: procure a melhor e mais próximo agência do INSS

Embora se trate apenas da atualização de dados no INSS, ainda assim a autarquia pede que o segurado procure por uma agência mais próxima dele ou da região onde mora. 

Isso é feito porque, caso necessário, o segurado consiga comparecer presencialmente sem grandes problemas, por fim, basta confirmar os dados e finalizar o procedimento de atualização. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por Laura Alvarenga 

.fb-background-color {
background: !important;
}
.fb_iframe_widget_fluid_desktop iframe {
width: 600px !important;
}

O post Saiba como atualizar os dados cadastrais do INSS apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


Saiba como atualizar os dados cadastrais do INSS