Segurados do INSS começam 2021 sem o abono de R$ 2 mil

Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começaram 2021 sem o tão prometido abono de R$ 2 mil. Muitos ficaram frustrados, pois, esperavam receber o abono em dezembro, já que não iriam ter o 13° salário que foi antecipado por causa da pandemia.

Como surgiu o abono extra de R$ 2 mil?

Tudo começou com a Sugestão Legislativa (SUG) de número 15/2020, de autoria de Jefferson Brandão Leone.

A sugestão ficou tramitando pelo Senado Federal, sendo que durante a pandemia recebeu um grande apoio popular.

O texto foi registrado no dia 19 de junho e previa o pagamento de um abono no valor de R$ 2 mil, durante o período em que a SUG esteve disponível para colher assinaturas para sua implementação, em pouco tempo a mesma conseguiu mais de 26 mil.

O senador Paulo Paim ficou responsável em apreciar a SUG, depois da votação popular.

A proposta

Conforme o texto seriam beneficiados com um pagamento no valor de R$ 2 mil:

Aposentados
Pensionistas
Inscritos no BPC

Segundo a Sugestão Legislativa, o beneficio deveria ser pago enquanto durasse o período de calamidade pública, o mesmo que se encerrou no dia 31 de dezembro de 2020.

Projeto não será aprovado

Com o final do estado de calamidade pública, vamos ser bem sinceros, a SUG perdeu sua validade. Ela tinha um prazo para ser aprovada e uma validade para término, 31 de dezembro de 2020.

Quando o Congresso Nacional voltar aos trabalhos no dia 1° de fevereiro, estará preocupando em quem vai assumir a presidência do Senado, o mesmo acontecendo com a Câmara dos Deputados.

Sendo assim, os segurados deverão contar somente com o pagamento normal dos salários realizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil

.fb-background-color {
background: !important;
}
.fb_iframe_widget_fluid_desktop iframe {
width: 600px !important;
}

O post Segurados do INSS começam 2021 sem o abono de R$ 2 mil apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


Segurados do INSS começam 2021 sem o abono de R$ 2 mil