MEI Caminhoneiro será contemplado por novo programa do Governo

O Governo Federal preparou um novo programa para o Microempreendedor Individual (MEI), desta vez para os profissionais da classe de caminhoneiros.

Estes serão contemplados por uma medida que possibilitará a esta categoria um faturamento anual na marca de R$ 300 mil, tendo em vista que a intenção do Governo é distinguir o teto desses profissionais das demais categorias, que é de R$ 81 mil. 

Na oportunidade, o senador Jorginho Mello, na presença do presidente Jair Bolsonaro na última quinta-feira, 25, declarou diante do aval do presidente sobre a iniciativa que “vamos aprovar essa semana”.

Ele ainda informou que o objetivo dessa ação é para que os caminhoneiros passem a pagar uma alíquota de 11% sobre o salário mínimo, porém não deu mais detalhes sobre a proposta. 

“Eles vão ter o CNPJ, vão poder comprar pneu, peça que hoje eles não compram. Vão contribuir para o governo; não é um presente, é só uma reivindicação de muitos anos dos 800 mil caminhoneiros do Brasil”, diz o senador.

Designed by @welcomia / freepik
Designed by @welcomia / freepik

O que é o MEI?

O Microempreendedor Individual (MEI) é a modalidade empresarial criada pelo Governo Federal no intuito de formalizar a atividade exercida pelos trabalhadores autônomos. 

Os MEIs também passarão a ficar regulares perante a lei, além de a categoria promover maior segurança diante do vínculo que passará a ser firmado junto à Previdência Social.

Desta forma, os microempreendedores individuais também terão acesso a benefícios previdenciários como o auxílio-doença, salário-maternidade e aposentadoria. 

DAS

Para se formalizar como MEI, o empreendedor não precisa arcar com nenhuma taxa de inscrição, pois este processo é gratuito e pode ser feito através do Portal do Empreendedor. 

No entanto, para se manter vinculado a este regime empresarial é preciso efetuar o pagamento do Documento de Arrecadação Simplificado (DAS). 

O DAS é o documento responsável por reunir em uma única guia, o pagamento dos principais tributos federais, estaduais e municipais devidos pelo MEI, junto à incidência de uma taxa simbólica relacionada ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). 

O acréscimo referente ao ICMS junto à categoria exercida pelo MEI, como no setor industrial, comercial ou de serviços, são os fatores que poderão diferenciar no valor final a ser pago pelo documento. 

Neste sentido, é importante mencionar que o documento tem um custo de em média R$ 50,00 que devem ser pagos até o 20º dia útil de cada mÊs. 

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Laura Alvarenga 

O post MEI Caminhoneiro será contemplado por novo programa do Governo apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


MEI Caminhoneiro será contemplado por novo programa do Governo