Veja como aumentar o valor da aposentadoria com a Revisão da Vida Toda

É bastante comum surgirem casos nos quais a Previdência Social se equivocou ao realizar os cálculos das aposentadorias, e assim, ofertou valores menores do que aquele que realmente é devido. 

No entanto, há a possibilidade de o beneficiário solicitar a alteração deste valor. 

Mas antes de mais nada, é preciso identificar como o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) fez a análise do benefício.

Neste sentido, a recomendação é para que o segurado da autarquia procure pelo auxílio de um advogado previdenciário, pois, a depender da situação, somente este profissional terá os recursos necessários para dar andamento no processo. 

Então, o advogado vai pedir ao segurado a carta de concessão e a memória de cálculo da aposentadoria, uma vez que é nesses documentos que se encontram os registros não apenas dos critérios utilizados pelo INSS para realizar o cálculo, como também dos salários de contribuição no decorrer dos anos. 

Entretanto, se o segurado não estiver mais em posse dessa documentação, não é preciso se preocupar, basta solicitá-la através do portal ou aplicativo “Meu INSS”. 

Após analisar todos os documentos, o advogado irá conferir os possíveis erros no salário, e se houver a confirmação de alguma inconsistência que afeta diretamente o pagamento do benefício, o profissional irá solicitar na titularidade do segurado, uma revisão da aposentadoria

Prazo para fazer a revisão da aposentadoria

O prazo para solicitar a revisão da aposentadoria é de até dez anos, que começam a ser contados a partir do primeiro pagamento do benefício. 

No entanto, existem duas exceções nas quais o INSS pode conceder a revisão da aposentadoria, sem se basear exclusivamente neste período de dez anos.

Normalmente isso acontece quando o INSS deixa de apurar algum documento referente ao processo administrativo, ou quando surge um documento que tanto o segurado quanto a autarquia desconhecem a existência, mas que é capaz de impactar expressivamente o benefício. 

No geral, é fundamental ter bastante cuidado com o prazo, especialmente porque muitos segurados acreditam que, após dez anos, o benefício passa por um reajuste e acréscimo automáticos. 

Portanto, a partir do momento em que o beneficiário decidir que irá solicitar a revisão da aposentadoria, ele precisa ter certeza de que o valor está incorreto. 

Se por acaso notarem que o valor ultrapasse o que lhe é de direito, a Previdência Social estará autorizada a reduzir a quantia disponibilizada mediante o benefício. 

Isso ocorre porque a instituição não verifica apenas o requerimento da revisão, mas todos os anos de contribuição, documentos, ações, entre outros. 

fonte: google
fonte: google

Tipos de revisão de aposentadoria

As razões pelas quais ocorre a revisão da aposentadoria são várias, e podem sofrer variações trabalhistas até as datas de início do benefício equivocadas. 

Além do mais, existem revisões mais populares e outras específicas a determinados casos, nas quais apenas um advogado previdenciário será capaz de analisar e dar o devido auxílio. São elas: 

  • Revisão do teto;
  • Revisão de fato / Revisão após ação trabalhista;
  • Revisão do Buraco Negro;
  • Revisão do Buraco Verde;
  • Revisão da Vida Toda / Revisão da Vida Inteira;
  • Revisão da melhor Data de Início do Benefício (DIB).

O que é a Revisão da Vida Toda?

A Revisão da Vida Toda ou Revisão da Vida Inteira, provavelmente é o modelo mais conhecido, e tem o intuito de incluir no cálculo da aposentadoria, todos os períodos em que o trabalhador contribuiu para o INSS.

Neste sentido, a Justiça autorizou esse modelo de revisão da aposentadoria, permitindo o benefício especialmente aos trabalhadores que ganhavam remunerações expressivas antes de 1994; trabalhadores com poucas contribuições depois de 1994; bem como aqueles que começaram a ganhar menos após 1994. 

Antes da Reforma da Previdência promulgada em 2019, a revisão da vida toda era permitida apenas para realizar o cálculo da aposentadoria do trabalhador a partir de julho de 1994, correspondente ao início do Plano Real. 

De agora em diante, o INSS está autorizado a utilizar todas as contribuições antes de 1994 para este procedimento. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por Laura Alvarenga 

O post Veja como aumentar o valor da aposentadoria com a Revisão da Vida Toda apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


Veja como aumentar o valor da aposentadoria com a Revisão da Vida Toda